noitce
Home / notícias

Superfície Ocular

Data: 23/05/2016

Fonte: Internet

Por: CTC Pra Você

Link da matéria:
http://ctcpravoce.blogspot.com.br/2016/05/ctc-informa_23.html

Síndrome do Olho Seco

As lágrimas são produzidas pelo olho o tempo todo para hidratar a superfície ocular e evitar que esta área fique seca, além de proteger da ação de agentes externos, como bactérias e partículas de poeira.
A Síndrome do Olho Seco, ou Síndrome da Disfunção Lacrimal, é uma doença crônica caracterizada pela diminuição da produção de lágrima ou alteração em algum de seus componentes. Esse distúrbio no filme lacrimal e na superfície ocular pode produzir áreas secas sobre a conjuntiva e córnea, o que facilita o aparecimento de lesões.
Pode estar relacionada à exposição a determinadas condições do meio ambiente (poluição, computador), trauma (queimaduras químicas), alguns medicamentos, idade avançada, menopausa (nas mulheres) e doenças do sistema imunológico.
Prevenção e controle
“O tratamento é feito principalmente por meio do uso de lágrimas artificiais, que devem ser instiladas várias vezes durante o dia, de acordo com a gravidade do quadro”, alerta a oftalmologista consultada pela Allergan e vice-chefe do Setor de Doenças Externas Oculares e Córnea do Departamento de Oftalmologia da Universidade Federal de São Paulo (Unifesp), Dra. Myrna Serapião dos Santos.
Para a prevenção, o ideal é hidratar os olhos várias vezes ao dia, antes que tenham “sede” ou desidratem, assim como devemos fazer com nosso organismo, por meio da ingestão frequente de água.
Segundo o Dr. Alexandre K. Misawa, quando a causa é a diminuição da produção da lágrima, o importante é investigar a etiologia e tratar a doença de base. No início, podem ser usadas lágrimas artificiais e, em casos mais avançados, é recomendado o uso de pomadas lubrificantes que possuem poder de lubrificação maior e até casos cirúrgicos para preservar a lágrima no olho.
Os colírios e lágrimas artificiais atuam equilibrando o filme lacrimal e suas camadas, e cada produto tem uma composição específica que contribuirá de maneira variada. Portanto, não atuam sempre da mesma forma, podendo ser combinados entre si para um melhor resultado.
Queixa frequente
Assistir à televisão de perto e ficar muito tempo em frente ao computador podem causar cansaço ocular. Algumas queixas, como ardor, lacrimejamento, ressecamento, hiperemia e embaçamento, podem ser apresentadas. A Computer Vision Syndrome (CVS), ou Síndrome da Visão do Computador, pode afetar qualquer pessoa que, com muita frequência, passa mais de duas horas diante do PC, sem pausa, gerando o ressecamento dos olhos, miopia transitória, etc.
“O filme lacrimal é reposto a cada piscar que, em situações normais, ocorre entre sete e dez segundos. O uso prolongado do computador faz com que o intervalo entre um piscar e outro se estenda, muitas vezes, além de 60 segundos, deixando, desta maneira, a superfície do olho sem hidratação por tempo prolongado, pois a lágrima evapora mais precocemente e não é reposta no tempo ideal”, alerta a Dra. Myrna. Ela informa que o mesmo ocorre com a exposição prolongada ao ar-condicionado, onde acontece a evaporação excessiva da lágrima, ocasionando o surgimento dos sintomas de ressecamento ocular.